Donaldianas 2. Amor em tempo de guerra

Talvez Stephin Merritt não mereça o Nobel da literatura, porque afinal é apenas um músico e escritor de canções e Dylan era um pouco mais do que isso e teve a história do seu lado, mas 69 Love Songs, álbum da sua banda, os Magnetic Fields, merece uma justa celebração. Lá no meio, Washington D.C. ensaia uma ocupação romântica da cidade da política oficial, do poder e do nacionalismo americano.

Washington, D.C., it’s paradise to me
It’s not because it is the grand old seat
Of precious freedom and democracy, no, no, no

It’s not the greenery turning gold in fall
The scenery circling the mall
It’s just that’s where my baby lives, that’s all

Se todas as canções  de amor são políticas esta vai um pouco mais longe. Fica um vídeo realizado por um simpático jovem de óculos que nos acena no final e onde esta conquista romântica é apresentada na primeira pessoa a partir de uma montagem de planos da cidade que dizem mais do mundo do que as câmaras de televisão na inauguration do Donald.

Advertisements
Standard

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s